A alta performance na produção de empresas do setor industrial está diretamente relacionada ao correto funcionamento de máquinas e equipamentos, o que pode ser garantido através de um processo de manutenção preventiva.

Hoje é possível se valer de tecnologias que trazem inteligência, otimização do tempo, redução de custos e aumento da produtividade. Com a denominada Quarta Revolução Industrial, o segmento passou a ter acesso a soluções que contribuem diretamente com esse objetivo, como é o caso da realidade aumentada  na indústria.

Companhias em todo o mundo têm adotado a tecnologia de realidade aumentada. Para efeito de contextualização, a mesma permite a sobreposição de objetos gerados por computador em um ambiente real, com o auxílio de um dispositivo móvel de visualização. Esses podem ser smartphones, tablets, capacetes ou óculos de imersão, por exemplo. 

Para se ter uma ideia, segundo uma pesquisa global desenvolvida pela Capgemini, a adoção da realidade aumentada pode contribuir de diferentes maneiras, como é o caso da colaboração remota, vistorias técnicas virtuais, reparos e manutenções. O estudo aponta que, até 2021, essa tecnologia, junto à realidade virtual, será prioridade para 46% das indústrias entrevistadas.

As formas de manutenção através da realidade aumentada na indústria

A realidade aumentada para manutenção permite que todos os dados necessários aos operadores sejam disponibilizados virtualmente e em tempo real, o que auxilia na execução das tarefas preventivas e corretivas. 

No caso específico das atividades de manutenção, se utilizando de dispositivos como os citados, os trabalhadores ficam com as mãos livres, ao mesmo tempo em que realizam atividades de modo mais eficiente, rápido e assertivo, resultando na continuidade da operação, minimização do desperdício de recursos com manutenção corretiva e otimização da produção.

Para que as utilizações do recurso fiquem mais claras, algumas delas são:

tablets equipados com aplicativos de consultor operacional: apps de RA colocam informações em tempo real ao alcance dos operadores, fazendo com que se comuniquem remotamente com especialistas e tenham acesso à reprodução detalhada de certas tarefas complexas, reduzindo os riscos de manutenções inadequadas;

● óculos de realidade aumentada: esses dispositivos podem ser usados com diferentes finalidades, como nos casos em que um operador encontra dificuldades para consertar uma máquina e, assim, transmite o que vê em tempo real para um consultor que possa resolver o problema à distância, passando instruções.

Outra capacidade da RA para manutenção de equipamentos é fornecer uma “visão de raio-x” das máquinas e processos produtivos, possibilitando que os técnicos analisem estruturas e hardwares internos de máquinas, resultando em serviços mais eficazes. 

Os benefícios da realidade aumentada na indústria

Pelo que mostramos até aqui, certamente você pôde ter uma ideia de como a realidade aumentada na indústria pode favorecer os processos de manutenção. De fato, adotar essa e outras tecnologias da Indústria 4.0 traz uma série de vantagens. Veja as principais relacionadas à RA:

● otimização de custos, já que as atividades de manutenção preventiva minimizam falhas  inesperadas, as quais por sua vez ocasionam gastos excessivos com manutenção corretiva, por exemplo;

● precisão nas manutenções por diferentes razões, como o acesso a informações e suporte remotos, em tempo real e à qualquer distância;

● integração entre as equipes, as quais podem se comunicar durante todo o processo, favorecendo a produtividade e melhores resultados.

Para saber mais sobre o assunto e as tecnologias da Seal Telecom para as indústrias, entre em contato com um de nossos especialistas.

Deixe aqui seu comentário:

2020 © Seal Telecom