É fato que nos últimos tempos a produção agropecuária se desenvolveu de tal forma que o Brasil já apresenta um enorme potencial para ser o principal fornecedor de alimentos das próximas décadas.

Para se ter uma ideia, em 2019, a soma de bens e serviços gerados no agronegócio alcançou 21,4% do PIB brasileiro, e ainda o valor bruto da produção chegou aos R$651,5 bilhões no mesmo ano. 

Para o fechamento de 2020 as estimativas apontam que o VBP pode beirar os R$729 bilhões e, esse cenário promissor se dá pela otimização de processos, redução de custos, inteligência de negócios e outros benefícios trazidos pela tecnologia aplicada ao campo.

Para que os gestores compreendam melhor como a tecnologia pode auxiliar a curto, médio e longo prazo, desenvolvemos esse artigo, onde listamos algumas formas de utilizá-la para melhorar resultados e crescer em um dos maiores mercados do Brasil. 

IoT no agronegócio: por que o setor precisa dessa solução?

Com o crescimento da população, o agronegócio se viu diante da necessidade de aumentar a produtividade para dar conta da demanda por alimentos e insumos. Para se ter uma ideia, a estimativa é que a necessidade de expansão da produção chegue a 35% até 2030. 

Nesse cenário, o qual tem como plano de fundo a transformação digital, a internet das coisas já é uma realidade, gerando o conceito de agricultura e pecuária de precisão.

Os sensores de IoT, juntamente ao big data, cloud computing, automação, robótica agrícola e outras tecnologias,  podem levar a maiores rendimentos, minimização no consumo de insumos por hectare, redução no desperdício alimentar ao longo da cadeia de suprimentos e menor dano ambiental.

Portanto, espera-se que, cada vez mais, sistemas avançados de monitoramento, controle e rastreabilidade possibilitem uma mensuração precisa do ganho de produtividade e outros indicadores de desempenho ambientais e agronômicos, o que auxilia diretamente na segurança e sustentabilidade ao longo do tempo.

Aplicações da IoT no agronegócio

Para que os gestores entendam como implementar a IoT na agricultura, é preciso que compreendam o conceito.  Na prática, a internet das coisas conecta equipamentos, máquinas e dispositivos simultaneamente por meio de sensores e sistemas, possibilitando o compartilhamento de dados e informações. 

Além disso, a solução permite a automatização da produção e o acesso remoto, independentemente do local ou equipamento. Veja alguns exemplos de uso:

Telemetria

Por meio da IoT, é possível fazer o monitoramento de tratores e outros maquinários à distância, utilizando sensores e serviços de cloud computing. 

Em linhas gerais, as fazendas passam a ter acesso a dados como temperatura do equipamento, localização, rotação do motor, consumo de combustível e quantidade de insumos. 

Esses dados, por sua vez, são enviados para plataformas de análise que os transformam em insights, trazendo inteligência de negócios e otimização da tomada de decisão. 

Um exemplo é a manutenção preditiva, a qual permite a detecção de anormalidades antes mesmo que se apresentem. 

Meteorologia

A produção de alimentos depende muito do clima, pois o mesmo influencia diretamente na maior ou menor produtividade. 

Através de sensores climáticos e medidores de irradiação de raios violeta, os agricultores obtêm dados mais precisos sobre o clima no local de plantio e colheita, sendo possível medir os insumos e ter um controle mais eficiente sobre a necessidade de intensificar a irrigação em casos de estresse hídrico. 

Monitoramento na criação de animais

Para locais que se dedicam à criação de animais, a tecnologia entra no acompanhamento da performance e saúde dos bichos.

Nesse caso de uso, através de plataformas inteligentes os cuidadores podem analisar o estado do gado de forma dinâmica dentro do seu habitat natural. Ou seja, os animais continuam circulando livremente pelo pasto e os indicadores são obtidos por meio da leitura de um brinco eletrônico que envia os índices para uma rede de dados.

Feito isso, a plataforma processa as informações e fornece os números principais para a equipe, como: a taxa de ganho de peso, se há sinais de doença, se está tomando água suficiente, entre outros dados importantes para o desenvolvimento sadio dos animais.

Imagens de satélites

Uma das tendências da IoT no agronegócio é a utilização de satélites para diversas ações, como identificação e localização de pragas, análise de área de plantio, densidade de vegetação e planejamento da irrigação. 

Videomonitoramento inteligente nas fazendas

As conexões entre diferentes sistemas e aparelhos que a IoT proporciona também beneficiam a segurança e desempenho do local.  

Através dos recursos inteligentes de videomonitoramento, o agricultor tem total controle de possíveis ameaças já que o sistema pode ser projetado para emitir avisos, seja por áudio, por mensagem no celular ou por e-mail, quando detecta algo fora dos padrões.

Não só em termos de segurança, essas funcionalidades também são capazes de apoiar o próprio desempenho da lavoura, já que, quando distribuída em pontos estratégicos permite, por exemplo, identificar variações e detectar possíveis movimentos que provocam alterações no ambiente de plantio.

Há diversas outras aplicações da internet das coisas na agricultura, as quais só aumentam conforme a tecnologia avança. 

Por isso, é fundamental que as empresas do setor estejam atentas e se planejem para acompanhar essa revolução tecnológica pela qual o mercado está passando, de modo a manter a continuidade da operação no presente e no futuro. 

Vantagens da IoT no agronegócio

Pelo que você viu até aqui, possivelmente esteja consciente sobre a importância do agronegócio investir em recursos de IoT para a otimização de resultados. Confira agora algumas das principais vantagens para a área:

● Condições do solo sempre controladas

Os sensores instalados detectam as condições da terra e enviam dados para plataformas em nuvem, contribuindo para a tomada de decisão em relação a processos como plantio, fertilização, irrigação e colheita.

● Monitoramento das condições físicas dos animais

Com a ajuda de sensores programados, os cuidadores podem identificar possíveis doenças, fazer o controle de gestação, ou ainda monitorar  vacinas, por exemplo.

● Facilidade em acompanhar a equipe em campo

As soluções de IoT podem contar com dados estruturados que facilitam o acompanhamento e gestão da equipe, resultando em redução do tempo de ação quando necessário.

A transformação digital chegou ao campo e, mais do que nunca, é essencial que os gestores se atentem à adoção de tecnologias como a IoT no agronegócio, garantindo sua eficiência produtiva e competitividade no mercado

Para saber mais sobre soluções tecnológicas para o campo entre em contato com nossos especialistas e conheça as opções adequadas para o seu momento.

Deixe aqui seu comentário:

2020 © Seal Telecom